ESCOLHA DE CARREIRA NA ADOLESCÊNCIA

O momento da escolha profissional dos jovens, traz nítidos desconfortos emocionais ligados a difícil decisão a ser tomada. A pouca idade, entre 17 e 18 anos, não lhes permite fazer uma escolha rápida e segura.

Normalmente esses jovens apresentam muitas dúvidas e medo, ao estarem diante de alguns cenários totalmente desconhecidos.

Decidir entre:

  • Ir para a faculdade X Ir para o mercado de trabalho.

  • OU” Ingressar na faculdade e no mercado de trabalho ao mesmo tempo.



Assumir qualquer uma dessas duas realidades, trabalho ou estudo exige maiores responsabilidade para o jovem.

Com isso, se faz necessário uma orientação de carreira, ainda no ensino médio, período em que os estudantes estão em transição da vida escolar, para a vida adulta acadêmica. Para que essa escolha de carreira profissional, possa ser mais assertiva e consciente possível, é indispensável ouvir o jovem e perceber quais são as suas aptidões e aspirações para o futuro. É a partir daí que os pais poderão contribuir para o sucesso pessoal, emocional e profissional de seus filhos.


É importante ressaltar, caso o jovem manifeste que não se identificou com a primeira escolha de carreira profissional, pode e deve buscar outra possibilidade, outro caminho de conhecimento a ser desfrutado. Mudanças são comuns, e por vezes muito necessárias. Por isso, antes de optar por uma carreira profissional, deve-se analisar o quão disposto e habilidoso o jovem demonstra para enfrentar as suas responsabilidades.


Quais as principais informações que o jovem deve saber, antes de escolher a sua profissão!


  • É importante ter dados sobre a profissão desejada e analisar se apresenta habilidades necessárias para a profissão. Quanto maior for a aptidão para a área do conhecimento, mais fácil será para prosseguir com a nova realidade da vida adulta.


  • Se já houver uma pré escolha, busque informações a respeito da rotina, da jornada de trabalho. Qual o piso salarial? Quais são as pessoas de maior destaque nessa profissão?


  • Entender que não existe decisão definitiva, quando se trata de escolha profissional, pois, a escolha de um determinado curso não impõe necessariamente que o estudante não poderá migrar para outro curso. A mudança para outra profissão não deve ser sinônimo de fracasso, mas sim, de um ato honesto consigo mesmo, pois não faz sentido insistir em algo que não te faz bem.


  • Toda profissão tem suas dificuldades a serem superadas. Por isso, não se deve desistir de seguir no curso desejado, em razão das primeiras dificuldades, pois, independente das escolhas que o jovem fizer encontrará dificuldades a serem superadas, porém, quando se tem amor pelo o que faz, conduz ao sucesso.


#carreira #profissão #carreiranaadolescencia #jovens #estudar #enem

Posts recentes

Ver tudo